26/02/2015

Londres, 26 fev (EFE).- Cientistas do Centro de Inovação 5G da Universidade britânica de Surrey (5GIC) conseguiram estabelecer conexões de dados móveis que superam em milhares de vezes a velocidade dos dispositivos atuais, segundo informou quinta-feira a emissora "BBC". A tecnologia desenvolvida no centro pode transmitir informação a umterabyte por segundo,99%mais rápido queos 7,5 gigabytes por segundo que já tinham conseguido até agora. Com essa conexão 5G, 65 mil vezes mais rápida que a 4G utilizada pelos atuais dispositivos móveis, poderia baixar umarquivo cem vezes maior que umfilmeem alta qualidade em apenas três segundos, segundo os pesquisadores. Trata-se de uma capacidade de transmissão "similar à fibra ótica, mas sem cabos", relatou o diretor do centro britânico, Rahim Tafazolli.A equipe de pesquisadores conseguiu resultados em condições controladas do laboratório, transmitindo dados a distâncias de cem metros. Segundo os cálculos do 5GIC, essa tecnologia poderia ser inaugurada em 2018, mas o órgão regulador das telecomunicações britânicas (Ofcom) não prevê que o 5G esteja pronto para ser lançado no mercado até 2020. De acordo com as previsões do Ofcom, a tecnologia 5G permitirá aos usuários transmitir dados a uma velocidade real de até 50 gigabytes por segundo. Tafazolli afirmou que, apesar das altas velocidades alcançadas no laboratório, o 5G ainda tem que superar diversos desafios técnicos antes de substituir o atual 4G.

Fonte: UOL Notícias