10/12/2014

A Anatel deve decidir nesta quinta, 11, o regulamento de compartilhamento dos postes das concessionárias elétricas usados pelas operadoras de telecomunicações. A nova regra deverá contemplar os pequenos operadores, mas também não deverá sangrar muito as concessionárias - Oi e Telefônica que poderão manter os valores negociados há muitos anos (de alguns centavos) nas localidades sem competição. A Anatel deve decidir nesta quinta, 11, o regulamento de compartilhamento dos postes das concessionárias elétricas usados pelas operadoras de telecomunicações. A nova regra deverá contemplar os pequenos operadores, mas também não deverá sangrar muito as concessionárias - Oi e Telefônica que poderão manter os valores negociados há muitos anos (de alguns centavos) nas localidades sem competição.

Nas cidades populosas, onde a disputa por um espaço nos postes das concessionárias é muito acirrada, o preço a ser pago por todos os operadores de telecom para as concessionárias de energia elétrica será de R$ 3,19 por um único ponto de fixação. Isto significa que as concessionárias, que hoje ocupam diferentes partes do poste, terão que fazer uma grande limpeza nos cabos atualmente instalados.

As despesas serão altas para quem já tem cabo instalado, mas será possível organizar a grande bagunça que se instalou principalmente nas grandes metrópoles, onde alguns postes chegam a envergar devido ao grande número de cabos puxados.

Embora o preço acertado entre as duas agências (Anatel e Aneel) seja salgado para as concessionárias, que têm contratos de centavos de reais por poste, para as pequenas empresas ele é muito bem-vindo. As empresas competidoras são obrigadas a pagar até R$ 20,00 por poste em alguns estados brasileiros.

Mas principalmente para a Oi, a uniformização deste preço significaria um aumento de custos de milhões de reais, já que a empresa aluga milhares de postes em mais de 3 mil municípios brasileiros. A proposta do relator, Marcelo Bechara, é manter os preços contratados nas áreas onde não há competição.

Fonte: Telesíntese