05/12/2014

Firmados os termos de uso da faixa de 700 MHz, a próxima etapa da implantação do 4G no Brasil começa em 15 dias, com a definição do Grupo de Implantação do Processo de Redistribuição e Digitalização de Canais de TV e RTV, ou simplesmente Gired.

"Temos que começar os trabalhos imediatamente, porque cidades importantes como Brasília, São Paulo e Rio já passarão pelo switch off em 2016", afirmouo conselheiro Rodrigo Zerbone, que vai presidir o Grupo. Pelo cronograma, essas capitais, além da mineira Belo Horizonte, terão os sinais analógicos da televisão aberta desligados entre abril e maio de 2016.

O Gired será como uma instância de decisões "políticas" para instrumentalizar a Entidade Administradora da Digitalização, ouEAD -- a ser criada em 90 dias para operacionalizar a "limpeza" da faixa de 700 MHz, ou seja, deslocar para outras fatias do espectro as emissoras de televisão que hoje utilizam essa faixa. Pelo plano, as operações de 4G começam cerca deumano depois do desligamento dos sinais de TV em cada município.

A "limpeza" envolve a compra e distribuição de transmissores para as emissoras, além de cerca de 14 milhões de conversores de sinais digitais para televisores analógicos a brasileiros mais pobres, listados no Bolsa Família. Também implica na garantia de que não haverá interferência entre  aTV Digital e o 4G. Para tal, o leilão reservou R$ 3,6 bilhões que as teles deverão aportar na EAD.

Boa parte dessa tarefa diz respeito à mediações entre TVs e teles. "A Anatel conduziu de forma primorosa o trabalho de engenharia e de diplomacia, porque tínhamos em torno dessa faixa uma disputa de interesses muito grandes. Foi como tentar evitar uma briga de elefantes. Mas a TV já tem recursos assegurados para completar a transição digital, inclusive na recepção, e as telecomunicações vão consolidar o 4G. Saímos bem dessa refrega."

No caso, da parte inicial dela -- a elaboração do edital e a realização do leilão. Como lembrou o vice- presidente da Tim, Mario Girasole, "agora começa outro processo, talvez até mais desafiador, que levará a verdadeira modernização digital do paíscom a difusão da banda larga móvel e a digitalização da TV no país. Coordenar esses dois movimentos será o desafio crucial dos próximos meses e anos."

Fonte: Convergência Digital