21/08/2013

O clima de tensão com as teles é grande, mas uma ação delas está sendo replicada nos negócios das TVs: em Brasília, todas as emissoras fecharam um acordo para ativar uma antena única para a TV digital. A Globo liderou o consórcio e a antena deverá ser ativada ainda neste semestre. ideia é replicar para outros lugares, com governos e prefeituras também sendo contempladas na negociação, revela Luiz Claudio Costa, da Abratel - Associação Brasileira dos Radiodifusores.

"No caso de Brasília rompemos uma fronteira muito importante. Não há porquê todas as emissoras terem a sua própria antena.

Se compartilhamos infraestrutura podemos competir no que temos de melhor: na nossa programação. Também reduzimos áreas de conflitos com os gestores municipais. Em Brasília, a torre digital virou atração pública. Queremos fazer isso em outras cidades. Isso pode reduzir custo de implantação e acelerar o processo", destaca o executivo da TV Record.

Em Brasília, o consórcio das emissoras foi liderado pela TV Globo e a negociação foi com o governo do Distrito Federal. A torre ainda não está ativada, mas deve ser inaugurada até o final deste ano, já que Brasília é uma das primeiras cidades para o 'apagão analógico' em 2015. O comodato da antena digital compartilhada, observa ainda Costa, pode ser uma forma para prefeituras e governos garantirem suas receitas.

"Nesses locais podem ser criados áreas de turismo, com restaurantes, lojas e recursos serão repassados para as gestões públicas. Além disso, minimizamos as discussões sobre a implantação de antenas, assunto que é bastante conflituoso", completa o executivo. Costa, no entanto, não adiantou valores gastos com o compartilhamento de antenas. Também não quis dizer se já há novos acordos para outras cidades.

Fonte: Ana Paula Lobo - Convergência Digital