19/05/2015

Com o fim da velocidade reduzida, é preciso ficar atento para não ter o acesso à internet cortado antes do tempo. Aplicativos e algumas ações básicas podem ajudar.

Desde que as operadoras decidiram acabarcom o fim da velocidade reduzida no acesso à internet pelo celular, muitos usuários tiveram que encarar uma verdadeira rotina de paciência e frustração. Afinal, dependendo do plano contratado, basta ligar a rede de dados móveis no aparelho e entrar no Instagram para, em poucos minutos, chegar a fatídica mensagem: "você atingiu100% da franquia e sua internet foi bloqueada".

Há sempre a opção de pagar umpouco a mais e seguir navegando, é claro, mas para quem quer economizar ou otimizar sua franquia, algumas ações simples podem fazer a diferença, assim como aplicativos e recursos presentes nos celulares. A Gazeta do Povo coletou dicas com as próprias operadoras e conversou com o gerente de marketing da PSafe e especialista em segurança digital, Filipe Silva, para trazer orientações que prometem estender a "vida útil" da sua franquia e impedir que aquela mensagem no WhatsApp acabe presa no celular.

Sem pagar a mais ou a menos

Antes de tudo, é preciso analisar bem qual plano de dados contratar e à qual operadora recorrer, conforme o seu perfil de uso da internet -- tanto para não ter que contratar uma franquia adicional toda hora quanto para não deixar sua franquia ociosa. Todas as quatro grandes operadoras de telefonia disponibilizam, em seus sites, simuladores de uso, que calculam o melhor plano conforme a frequência com que você acessa redes sociais ou assiste a vídeos, por exemplo.Vocêencontra os testes nas páginas da Claro, Vivo, TIM e Oi.

Nada de vídeos

Vídeos vistos pelo YouTube, Netflix e outros serviços são campeõesem devorar seus dados -- para assistir aumvídeo de apenas 2,5 minutos, por exemplo, você gasta em média5MB. Por isso, deixe para acessar estas plataformas apenas quando estiver conectado a uma rede wi-fi.

Atualizações, só no wi-fi

Desligue a opção de atualizar seus aplicativos automaticamente ou configure seu celular para que as atualizações sejam feitas somente quando o aparelho estiver conectado à wi-fi -- essas opções podem ser acessadas com facilidade nas lojas de apps como a Google Play, do Android, e a App Store, do iOS. Do mesmo modo, deixe para baixar arquivos pela rede de dados só se não houver mesmo outra saída.

Desconecte-se

Mesmo depois de ter baixado um aplicativo, ele continua consumindo os megabytes da sua franquia. Isto porque muitos apps buscam notificações sempre que o aparelho está conectado à internet -- é o caso, por exemplo, dos e-mails e redes sociais como Facebook e Twitter. Se você não é do tipo que precisa saber de tudo o tempo todo, uma maneira simples de evitar o consumo da franquia é ligar o uso de dados móveis somente quando estiver mesmo a fim de acessar esses serviços.

Conheça oito aplicativos para ajudar a controlar seu tempo e melhorar sua produtividade.

Ferramentas tecnológicas ajudam na administração da rotina diária, desde listar tarefas até acompanhar um projeto em equipe.

Se você costuma acessar muitas páginas de internet no celular, é recomendável instalar navegadores leves, como o Opera Mini. Ele comprime os dados recebidos e enviados para a web e, por isso, consome menos megabytes de internet. Umaboa dica também é preferir páginas otimizadas para mobile -- visto o boom da internet móvel, muitos sites já criaram versões "responsivas" para smartphones.

Música no bolso

Serviços de música via streaming, como o Spotify, o Deezer e Rdio, estão se tornando cada vez mais populares. Porém, ouvir as músicas direto pela internet é pedir para dar adeus à sua franquia de dados (isto é, se o3G chegar a permitir amúsica tocar).Oideal é armazenar as músicas no próprio aparelho, para que elas possam ser ouvidas offline -- a maioria dos serviços tem essa opção, apesar de ela ser disponível somente nas versões pagas, em geral. Outra dica é diminuir a qualidade de transmissão de áudio para economizar os dados, optando pela mais baixa (geralmente de 32 kb/s).

Devagar e sempre

Alguns aplicativos gratuitos ajudam a controlar os gastos com a internet, para que você não fique refém só dos SMS enviados pelas operadoras -- em geral, as empresas dão somente um aviso sobre o consumo dafranquia, quandometade do pacotefoiusado ou está próximo deacabar.Parao Android háo o PSafe Total Android e o Watchdog. O iPhone já possui uma ferramenta nativa que exibe os gastos de internet móvel, mas o usuário terá que fazer as contas manualmente. Parauma medição mais precisa, dápara recorrer ao DataMan e o Data Usage.

Outras boas opções são o My Data Manager, que funciona tanto no Android quanto no iOS, e o Onavo Count, que também tem versões para Android e iOS.

Fique na moita

Serviços com geolocalização, como Google Latitude ou Instagram, continuam usando o seu pacote de dados mesmo quando o celular está em espera (isso se você estiver conectado à internet, é claro). Para habilitar ou desativar os dados em segundo plano, vá em Configurações/Contas e sincronização, e marque a opção desejada.

Usar o GPS também exige bastante do seu 3G ou 4G, já que o tráfego desse recurso é intenso. Umaopção é usar o Google Maps sem 3G no iPhone (os celulares Android têm essa funcionalidade nativa) ou testar versões e aplicativos que guardem os mapas na memória do telefone.

Bote os apps para dormir

Para não gastar dados à toa, você pode desabilitar a utilização dainternet por aplicativosem segundo plano, aqueles que permanecem abertos mesmo quando você está acessando outros apps. Para os usuários de Android, basta abrir as configurações gerais do aparelhos e clicar na opção "uso de dados".

Nessa tela surge um gráfico que mostra o seu consumo de internet móvel. Há uma lista de aplicativos abaixo do gráfico, que mostra quais são os principais consumidores de rede e o quanto isso implica na porcentagem total do consumo. Em seguida, ao encontrar os "comilões", basta clicar no nome do aplicativo e, na tela seguinte, clicar na opção "Restringir dados de 2º plano".

Abstinência de Flash

Esta dica também vale somente para os usuários de Android, já queo iOS nãorodao Flash. Ele deixa o visual da internet realmente mais bonito, só que os arquivos que carrega para mostrar o conteúdo são grandes. O melhor é não instalar o Flash, já que a maioria dos sites possui uma versão móvel ou a linguagem HTML 5, padrão aceito em todos os smartphones e de menor consumo de dados.

Fonte: Gazeta do Povo - Online